Então o que é a síndrome de burnout?

Então o que é o síndrome de burnout?Tem um sentimento geral de fadiga severa acompanhado por fortes  dores de cabeça, tonturas, tremores, muita falta de ar, oscilações de humor, irritabilidade, negativismo, distúrbios do sono, dificuldade de concentração e problemas digestivos? Houve uma queda da sua autoestima, devido a um sentimento de incompetência profissional e insatisfação com o trabalho? Então, está na altura de fazer um check up/rastreio emocional ou psicológico. Está na hora de procurar ajuda de um profissional.

A Síndrome de Burnout (traduzida a letra do inglês será algo como queimar por dentro) mais conhecida como a Síndrome do Esgotamento Profissional, significa stresse ocupacional prolongado.

Esse stresse resulta de um processo de longa duração, em que o profissional  sente que os  seus recursos para lidar com as exigências colocadas pela  situação já estão esgotados.

O Burnout é um fenómeno que ocorre como  consequência  do trabalho. É a fase final de um longo processo, que é resultado de uma exposição do indivíduo a tensões e pressões de natureza profissional ou ocupacional.

Nesta condição, o  indivíduo encara a  capacidade de realização e sucesso como medidora da sua autoestima. Quando inicia um trabalho com satisfação e prazer, rapidamente termina, caso o seu desempenho não seja reconhecido. Nesta fase, a compulsão e obstinação transformam-se no seu desejo de realização, levando assim ao desenvolvimento da fadiga e exaustão, devido ao grande desgaste tanto físico como emocional.

Devido a semelhança de  sintomas, muitas vezes confunde-se o diagnóstico de Burnout com o diagnóstico da Depressão e de outras patologias, devido a  variedade de sintomas que apresenta. Mas, o Burnout tem uma característica própria, pois surge como resultado de um período de esforço excessivo no  trabalho com curtos intervalos para a recuperação.

Nesse caso, quais são os critérios de diagnóstico para o Burnout?

Critérios subjetivos:

– Queda da autoestima – devido ao sentimento de incompetência profissional e insatisfação com o trabalho;

– Aumento de sentimentos físicos de mal-estar, sem existir uma causa orgânica aparente;

– Dificuldades de concentração, negativismo e irritabilidade.

Critérios objetivos:

– Diminuição do rendimento profissional, durante um período de vários meses;

– Dificuldades na relação com o cliente ou serviços, pois recebe um serviço com menos qualidade;

– Na relação com os superiores, pois estes registam uma diminuição na eficácia do profissional;

– Na relação  com os próprios  colegas de trabalho, devido a diminuição do seu interesse e entusiasmo no  trabalho.

Se se revê neste texto, então está na altura de fazer algumas alterações e mudanças significativas na sua rotina. Não espere que piore para procurar ajuda!

Nice da Rocha
Nice da RochaPsicóloga Clínica;

Marque consulta comigo

Pretendo: (obrigatório)
Marcação de ConsultaInformações ou Reunião



Ao usar este formulário, concorda com o armazenamento e o gerenciamento dos seus dados por este site.

Load More Posts
2018-05-25T16:16:12+01:00Maio 28th, 2018|Burnout, Nice da Rocha, OP Angola|
Go to Top