E se estamos deprimidos durante as épocas festivas?

E se estamos deprimidos durante as épocas festivas?

E se estamos deprimidos durante as épocas festivas?Em Dezembro somos inundados de publicidade cheia de cor que nos quer transmitir alegria, somos “pressionados” para ir às compras e temos músicas de Natal em todos os espaços comerciais onde entramos. No entanto, esta altura do ano pode ser bastante difícil se nos sentimos tristes ou se estamos a atravessar uma fase mais desafiante na vida. Este contraste entre o “ideal” e como realmente nos sentimos por dentro pode ser enorme, tornando os sentimentos menos bons ainda mais dolorosos.

Com isto, pode surgir o sentimento de culpa nesta altura do ano por não estarmos a viver de acordo com o padrão e as expectativas que sentimos que nos são incutidos: a alegria e a felicidade constantes.

Sabemos que para aqueles que que ainda trabalham, têm os filhos em casa ou ainda não se aposentaram, a temporada de Festas pode ser um frenesim de actividades desgastantes.

Por outro lado, o desafio desta altura do ano também se aplica aos mais velhos, quando são afectados pela solidão e pelo possível afastamento familiar. Um estudo de 2015 realizado pela British Age UK em Inglaterra revelou que ¼ das pessoas com 65 anos ou mais não estavam ansiosos com a chegada do Natal, porque esta época festiva traz muitas memórias de entes queridos que já não estão entre nós. Dois terços dos 1.793 idosos entrevistados relataram que a solidão é ampliada pelas festas de final de ano.

Por outro lado. os dias mais curtos durante o inverno também podem contribuir para um humor mais depressivo, padrão característico em algumas pessoas nesta altura do ano. As pessoas que estão deprimidas podem sentir-se tristes, sem esperança ou sem valor; perdem o interesse em coisas que costumavam desfrutar; dormem muito ou pouco; têm dificuldade na concentração; têm pouca energia; existem alterações no apetite ou no peso.

Então, de que forma podemos lidar com esta altura do ano se nos sentimos tristes?

  • Descanse bastante. Quando cuida do seu corpo, sentir-se-á melhor.
  • Tente manter as suas expectativas das Festas num nível modesto. Pode ajudá-lo a evitar sentimentos de desilusão ou de decepção.
  • Não há problema em se sentir triste ou sozinho. Não precisa de “fazer de conta” para viver de acordo com as expectativas dos outros.
  • Passe tempo com amigos e outras pessoas que gosta. Faça as coisas que quer fazer, não apenas as coisas que tem que fazer.

Não há problema em dizer “não” às vezes. Se se desgastar com muitas actividades só vai fazer com que se sinta pior consigo mesmo.

E se tiver uma familiar ou amigo deprimido?

  • Peça-lhe para fazer coisas consigo, como ir passear ou ver um filme. Se a resposta for não, não há problema, mas volte a perguntar mais tarde.
  • Pergunte-lhe como pode ajudá-lo no seu dia-a-dia. Pode fazer algumas tarefas domésticas ou alguns recados.
  • Fale com a pessoa sobre memórias felizes, pois pode ajudá-lo a sentir-se mais como parte da comemoração.

Escute quando a pessoa quiser falar. Não tente falar com ele acerca de sentimentos tristes, mas reconheça-os.

Em todo o caso, é importante procurar tratamento se se sente deprimido ou se um dos entes-queridos apresentam sintomas depressivos.

Cristiana Pereira
Cristiana PereiraPsicóloga Clínica
Mostrar mais Artigos
2018-11-29T13:14:17+00:00Dezembro 2nd, 2018|Bem-estar, Cristiana Pereira|
Translate »