O multitasking – o que é realidade e o que é ilusão?

Saiba se o multitasking pode melhorar o seu desempenhoO multitasking é um sintoma dos tempos modernos: correr de um lado para outro, a exigência do trabalho e ainda …se houver tempo, relaxar ou fazer exercício. Este é um dia típico de muitas pessoas e ter a possibilidade de fazer várias tarefas ao mesmo tempo pode ser uma vantagem ou uma qualidade … se falarmos de tarefas simples. Quando nos deparamos com tarefas mais complexas o multitasking (realizar duas tarefas ao mesmo tempo ou em alternância) compromete o desempenho e até põe em causa a segurança.

Isto é uma realidade!

É comum ouvirmos algumas pessoas falarem orgulhosamente da capacidade para fazerem várias tarefas ao mesmo tempo. O que os estudos nos mostram é que o multitasking compromete o desempenho. Estes estudos, sobre estruturas cerebrais, mostram que o nosso cérebro, apesar de ser uma grande máquina, não foi desenhado para realizar/processar várias tarefas complexas ao mesmo tempo, pois estas vão gerar uma sobrecarga que em alguns casos pode por em causa a vida das pessoas. É o caso dos controladores aéreos que uma simples mensagem no telemóvel ou conferir email pode ser catastrófica. Por outro lado e principalmente com tarefas complexas o que o nosso crebro faz é alternar entre tarefas e esta alternância tem custos ao nível do tempo (leva mais tempo) ao nível da atenção dividida, comprometendo o processamento de informação.

É assim curioso um estudo que encontrei que mostra que apesar do multitasking comprometer a desempenho quando os indivíduos acreditavam que estavam a realizar várias tarefas ao mesmo tempo o seu desempenho melhorava e por conseguinte aumentava a produtividade. Este estudo vem mostrar que o multitasking é uma ilusão ou uma questão de percepção. Curioso não? Não é a realidade mas forma como interpretamos a realidade que vai ter impacto no nosso comportamento.

Por falar em perspetiva … quando falamos de multitasking do ponto de vista de estruturas e processos mentais implicados está demonstrado que o multitasking compromete o desempenho principalmente em tarefas complexas. Mas se abordarmos o multitasking do ponto de vista de flexibilidade percebemos que alternar entre tarefas pode requerer grande flexibilidade e que com a prática esta talvez possa ter consequências ao nível das estruturas cognitivas, pela capacidade que cérebro tem em fazer e integrar novas aprendizagens (neuroplasticidade). Vamos estando atentos ao que descobrem os investigadores para vos transmitir.

Afinal o nosso objetivo é ajuda-lo a encontrar estratégias que melhorem o seu desempenho, a sua eficácia e por conseguinte aumente a sua qualidade de vida e bem-estar! Por isso para já evite fazer multitasking em tarefas complexas! Ganha tempo, aumenta o seu desempenho e poupa o cérebro!

Qual foi o interesse que este artigo teve para si?

0
0,0 rating
0 em 5 estrelas (total de 0 avaliações)
Excelente!0%
Muito bom0%
Assim, assim0%
Fraco0%
Péssimo0%

Sónia Anjos
Sónia AnjosPsicóloga Clínica
Mostrar mais Artigos
Newsletter 3

A NOSSA NEWSLETTER

PODE MUDAR-LHE A VIDA

  • Recheada de informações úteis da Psicologia para MELHORAR A SUA VIDA

  • É GRATUITA

  • GANHA logo um curso de RESPIRAÇÃO CALMANTE

  • Só lê se quiser

  • De PRESENTE, também recebe um GUIA para o conforto do SISTEMA NERVOSO

  • Desiste quando quiser (mas nós ficamos tristes…)

  • Fica a saber mais de Psicologia do que o seu vizinho

  • Ninguém sabe que a recebe

  • Não se arrisca a perder os nossos PRESENTES e PROMOÇÕES exclusivos

  • Sabe tudo primeiro do que os outros

2019-05-22T13:38:22+00:00Maio 24th, 2019|Performance, Sónia Anjos|