O que é que o Mindfulness tem a ver com Sexo? 

O que é que o Mindfulness tem a ver com Sexo? O benefícios do Mindfulness já são sabidos. Imagine o que a atenção plena poderia fazer pela sua vida sexual? 

Deixe o seu coração estar presente… e a mente também

Tal como noutros momentos da sua vida, na relação sexual também podem surgir distracções (ansiedade sobre a reunião que vai ter amanhã, preocupações com filhos, pensamentos sobre o que o seu corpo parece naquele momento) que o afastam do prazer. 

É aqui que o mindfulness entra em cena, é o que nos diz Marsha Lucas, neuropsicóloga e autora do livro “Rewire Your Brain for Love”: a prática mindful ajuda a perceber o que está a acontecer com o seu corpo e perceber se está distraído, podendo voltar ao aqui e agora, as vezes necessárias. E estar atento de uma forma mindful pode faze maravilhas. Ou é o que nos dizem os investigadores da Universidade de Brown, sobre o efeito do mindfulness na excitação sexual: 44 mulheres que fizeram um curso de 3 meses de meditação, disseram sentirem-se mais excitadas sexualmente e mais depressa, comparativamente com as mulheres que não realizaram o curso. O aumento da consciência é a chave, diz Gina Silverstein (líder da investigação): sexo mindful implica observar e descrever o que se passa no corpo, sem julgamento (bom ou mau) e sem alterar o que se sente. Os estudos também têm demonstrado que a prática de meditação aumenta a dobra cortical da insula cerebral. Não parece ser muito erótico, pois não? Até percebermos que, segundo a Universidade de Dartmouth, as mulheres com este aumento na zona cerebral, experienciavam orgasmos mais intensos. O primeiro passo e o mais simples para uma vida sexual mais mindful, é iniciar uma pratica diária mindful, de forma a treinar, gradualmente, a mente para prestar atenção em todas as áreas da vida e diminuir o stress. 

Pense como uma Zebra

Se for uma zebra e um leão atacar, o stress faz sentido. Quando nos sentimos ameaçados, os nossos corpos segregam adrenalina e outras hormonas para lidar com a crise. A evolução transmitiu-nos este mecanismo para que pudéssemos fugir de leões, mas não é assim tão bom para erecções. Porque se estamos a fugir de um leão, ter uma erecção não é inteligente. A questão é que, para nós, que não somos zebras, a resposta de stress aparece quando lidamos com as preocupações do dia-a-dia, e não somos muito bons a desligar essas preocupações quando entramos no quarto. Quando o sexo começa a ser uma fonte de stress o seu impacto é visível na relação íntima. O stress é um turn off. A zebra não tem esse problema, quando não está a correr de um leão, é bastante despreocupada. Como é que podemos ser mais como as zebras? Reduzir o stress com prática mindfulness e ao estarmos simplesmente presentes durante o acto sexual, estamos focados na conexão, há a libertação de oxitocina no cérebro e mantemos a ligação emocional em vez de nos retirarmos ou reagirmos. 

Use a Língua (e os ouvidos)

Num estudo da Universidade de Brown, Gina Silverstein e os colegas, perceberam que o mindfulness era especialmente importante porque ajudava as mulheres a deixar o auto-julgamento fora do caminho. O não-julgamento ajuda na comunicação com o parceiro porque permite que diga o que o/a excita. E há mais comunicação sexual do que no sexo, propriamente dito. Temos de ser mindful das emoções que levamos para a cama, já que segundo o neurocientista Rick Hanson, o que não é dito sobrecarrega a relação. O autor realça a importância de poder permitir-se a expressar o que surge: sentimentos, sensações corporais, quereres, memórias, imagens. E não se esqueça que a comunicação também envolve fazer perguntas. Use a língua e os ouvidos e tente ser compreendido antes de compreender. O órgão fundamental para ter um óptima vida sexual, é o órgão que tem entre as orelhas. Acima de tudo: pratique, comunique e não se esqueça de respirar. Talvez mesmo, suspirar.

Adaptado de What’s Sex Got To Do With Mindfulness? What our partners are really craving is connection, attention— and better use of our tongues de Jeremy Adam Smith (2015) (https://www.mindful.org/whats-sex-got-to-do-with-mindfulness/)

Ana Rosa

Ana Rosa
Ana RosaPsicóloga Clínica
Mostrar mais Artigos
2018-07-10T16:26:09+00:00Julho 13th, 2018|Ana Rosa, Artigos, Relações, Sexologia|
Translate »