7 sinais de que pode ser workaholic

Workaholi_7 sinais

Nos tempos actuais ,os dias que correm são plenos de azáfama, de pressão, de contínua correria, sem parar um segundo. Dentro deste contexto, é  comum ouvirmos continuamente o termo workaholic.

Mas afinal o que realmente significa ser workaholic?

Muitos pesquisadores definem um workaholic como alguém que trabalha excessiva e compulsivamente e é incapaz de se desligar do seu trabalho. Como resultado tal gera menor satisfação com o trabalho, maior risco de burnout, ansiedade, depressão, conflitos familiares e reduzidos níveis de produtividade, a longo termo.

Há quem pense que o workaholismo trata-se de uma moda, de uma “modernice” dos tempos actuais, próprio da era da globalização e do capitalismo, mas a verdade é que tem sido alvo de estudo nos últimos 45 anos.

Hoje em dia, existe um desafio extra: Estamos em plena era da tecnologia, onde os smartphones, laptops e tabletsproliferam e tornam altamente tentador a possibilidade de estar sempre ligado ao contexto laboral, seja onde for.

Isso significa, para algumas pessoas, trabalhar sempre.

Para entendermos este fenómeno temos de atender a precipitantes internos e externos. Relativamente às causas de natureza externa poderemos referir como principais fatores: a pressão laboral, o excesso de trabalho, a crescente necessidade de contenção de custos por parte dos quadros de direcção de várias empresas que se reflete na escolha de não contratar mais funcionários para a mesma função, resultando na necessidade dos trabalhadores levarem trabalho para casa e fazerem inúmeras horas extra.

A normalização do trabalho fora de horas de expediente é de tal ordem que, muitas vezes, as próprias chefias criam expectativas de que os seus trabalhadores terão disponibilidade no período pós laboral, durante os fins-de-semana e até de férias.

Se juntarmos a estes fatores a questão da remuneração por horas extra, a tentação de prolongar o trabalho é ainda maior e o sacrifício das horas de lazer e descanso torna-se facilmente uma realidade.

Relativamente aos fatores de ordem interna, estamos a falar de características de personalidade que contribuem para a instalação de um quadro de workaholismo:

As pessoas consideradas workaholics geralmente apresentam com maior intensidade estas características:

Agradibilidade – Tendência a serem altruístas e obedientes e a agradar a tudo e a todos, correndo o risco de se auto-sacrificar.

Intelecto e Imaginação – São geralmente pessoas inventivas e orientadas para a acção. Gostam de desafios, têm muita resistência à fadiga e à privação de sono e aguentam vários horas a trabalhar compulsivamente.

O “workaholismo” é de tal modo presente e gera um tal impacto que é considerado a adição do século.

Uma das principais questões que se levanta é como se poderá criar um limite entre estar disponível para resolver questões de última hora e com carácter de urgência e passar a workahólico.

Os manuais de psiquiatria ainda não consideram o workaholismo uma doença que carece de tratamento, pelo que não existe um diagnóstico formal.

A escala que veio da Noruega

Para colmatar esta lacuna de diagnóstico, pesquisadores Noruegueses da da Universidade de Bergen identificaram sintomas específicos característicos dos workaholics.

Assim foi criada uma escala – A Bergen Work Addition Scale, que usa 7 critérios para ver se um indivíduo apresenta uma adicção ao trabalho.

Nesta Infografia poderá ver os vários critérios e perceber se sofre de Workaholismo.

Workaholic_Info

Intervenção com Workaholismo 

Em 2017 surgiu um estudo de elevado interesse na Universidade de Derby que estabeleceu uma relação entre a prática de sessões de mindfulness e a diminuição de sinais deworkaholismo. A pesquisa envolveu 73 workaholicsque se submeteram a um programa de oito semanas de mindfulness. O resultado observado foi de uma redução em 26% dos problemas medidos. Após o fim do programa, muitos participantes deixaram por completo de apresentar critérios para workaholismo e apesar de reduzirem o número de horas dedicadas ao trabalho a sua produtividade aumentou.

Se se identifica com as características que apontam para ser um workaholic, tenho excelentes noticias para si!

A Oficina de Psicologia dispõe de um programa de elevado sucesso de introdução ao treino de Mindfulness, que o poderá ajudar a reencontrar harmonia e a capacidade de viver o presente, sem se tornar um escravo da obsessão laboral. Saiba mais sobre Mindfulness, carregando na imagem.

Se sentir que apresenta sintomas para Workaholismo procure a Oficina de Psicologia e inscreva-se no próximo grupo de Mindfulness.

Estou certo que o irá ajudar!

Qual foi o interesse que este artigo teve para si?

0
0,0 rating
0 em 5 estrelas (total de 0 avaliações)
Excelente!0%
Muito bom0%
Assim, assim0%
Fraco0%
Péssimo0%

António Norton
António NortonPsicólogo Clínico
Load More Posts
Newsletter

PODE MUDAR-LHE A VIDA

  • É GRATUITA

  • GANHA logo um curso de RESPIRAÇÃO CALMANTE

  • Recheada de informações úteis da Psicologia para MELHORAR A SUA VIDA

  • Só lê se quiser

  • De PRESENTE, também recebe um GUIA para o conforto do SISTEMA NERVOSO

  • Desiste quando quiser (mas nós ficamos tristes…)

  • Fica a saber mais de Psicologia do que o seu vizinho

  • Ninguém sabe que a recebe

  • Não se arrisca a perder os nossos PRESENTES e PROMOÇÕES exclusivos

  • Sabe tudo primeiro do que os outros

2019-10-22T13:31:18+00:00Outubro 26th, 2019|António Norton, Carreira, Performance|