Rita Lourenço

Rita Mariño-Lourenço

A memória pode ser um processo muito organizador e, por isso, as perdas de memória deixam as pessoas assustadas e um pouco perdidas.

Uma forma de trabalhar a memória é através da terapia de reminiscência. Esta terapia apoia-se no papel organizador da memória, resgatando a narrativa de vida. Trabalhamos em conjunto com as pessoas através das memórias que todos temos da nossa vida. Com fotografias, objetos pessoais, vídeos, música, acedemos a memórias de experiências passadas da vida de uma pessoa.

A terapia de reminiscência pode ser realizada em contexto individual ou de grupo. Individualmente, ajudamos a pessoa a fazer uma revisão cronológica da sua vida, analisando os eventos mais marcantes e podemos mesmo criar um livro: o livro de uma vida. Em grupo, os participantes são incentivados a partilhar as suas experiências de vida, pelo menos uma vez por semana. É muito comum envolver a família e os cuidadores.

A terapia de reminiscência é bastante utilizada em pacientes com demência. Esta terapia, permite uma continuidade entre o passado e o presente, permite reviver experiências agradáveis do passado, conquistas e eventos felizes. Terá que ser focada no que valeu a pena, ajudando a pessoa a valorizar os ganhos e a minimizar as perdas.

A utilidade terapêutica da reminiscência tem sido reconhecida em várias investigações. Entre as principais mais valias estão uma melhoria da memória, do ajustamento emocional e da qualidade de vida.

Rita Mariño-Lourenço – Neuropsicológica

Ilustração: Teresa Lima

Ilustração: Teresa Lima