Joana Marques2020-05-17T00:10:14+01:00

Joana Marques

Marcação de consulta

Joana Marques
Joana MarquesPsicóloga Educacional
Psicóloga Educacional
Lisboa • Crianças •
Cédula 22599

Realizei a minha Licenciatura em Psicologia no ISCTE-IUL e, posteriormente, o Mestrado em Psicologia da Educação e da Orientação, na Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa (FPUL). Ainda no âmbito da minha Licenciatura, efetuei um ano de estudos na Universidade de Genève, através do Programa ERASMUS. Foi durante esse período e, a possibilidade de trabalhar com crianças de diferentes nacionalidades, que decidi a minha especialização.

Desde o Mestrado que tenho estado envolvida em projetos de investigação, workshopse congressos relacionados com o constructo da Autorregulação da Aprendizagem, nomeadamente o projeto CriaTivo – Estratégias de Autorregulação na Aprendizagem da Escrita, bem como, outros projetos de intervenção e publicação de artigos relacionados com a Resolução de Problemas, Bullying e Cyberbulling.

Do meu percurso profissional fazem parte as intervenções em contexto escolar e clínica privada, onde o meu foco tem sido o desenvolvimento de estratégias e a otimização de competências no âmbito das Dificuldades de Aprendizagem. Mais especificamente, tenho trabalhado na promoção das aptidões de leitura, escrita, cálculo mental, técnicas e método de estudo, assim como a estimulação cognitiva e treino das funções de atenção/concentração. A par destas áreas fazem parte as avaliações psicológicas, psicopedagógicas e a orientação vocacional.

Estar em contacto com crianças, pais e professores, pensar na melhor forma de chegar e apoiar cada um deles, faz-me querer continuar a investir no meu desenvolvimento profissional e pessoal, sempre com um objetivo, prestar cada vez mais e melhor serviço. Acredito que é um privilégio ter uma profissão onde o nosso foco é a promoção do desenvolvimento e bem-estar do outro.

Os meus artigos

Quer que ele estude sozinho? Então vamos por partes. 1, 2, 3… e tudo outra vez!

Quer que ele estude sozinho? Então vamos por partes. 1,2, 3… e tudo outra vez!  Queremos que as crianças sejam cada vez mais autónomas na realização das suas tarefas, certo? Em simultâneo, percebemos que desenvolver a autonomia [...]