A carregar Eventos

“Eu sei que devia, mas…”

“A minha lista de coisas a fazer só vai aumentando!”

“Eu tento, mas acordo sempre amanhã com isto por fazer, por mais que o planeie fazer hoje”

“Passam-se os dias e eu não consigo mobilizar-me para fazer o que quero”

A lista continua. E é uma velha conhecida de uma grande maioria das pessoas, pelo menos a avaliar por aquilo que vou ouvindo. O adiar sucessivo daquilo que se tem intenção de fazer – procrastinação – anda aliado, umas vezes mais, outras menos, a uma certa inércia na hora de arregaçar as mangas. E isto tem dois problemas: um é que as coisas que são para fazer ficam… por fazer, com as consequências correspondentes e com oportunidades perdidas pelo caminho; a outra é que a auto-imagem vai ficando desgastada naquele ponto onde mora a sensação de auto-eficácia e autoconfiança.

A parte mais difícil para cada um de nós é que acabar com a procrastinação é uma receita feita de vários ingredientes – e não há um isolado que magicamente a vá fazer desaparecer. É um cozinhado que tem de ser bem apurado e com uma receita adaptada a cada caso individual, ainda que os ingredientes de base não variem. Neste workshop vamos precisamente conhecer esses ingredientes que não podem faltar e que, cada participante adaptando a si próprio, transformam o adiar sucessivo numa boa auto-organização pessoal e capacidade para atingir as metas propostas.

Acabar com a inércia e a procrastinação

O nosso programa, ao longo destas 6 horas, será prático e dedicado àquilo que mais habitualmente mantém a procrastinação bem presente nas nossas vidas.

#1 O que quer mesmo?

Sem isto, tudo o resto falha. Porque, por vezes, achamos que é procrastinação e inércia, quando aquilo que decidimos fazer não está minimamente alinhado com o que é verdadeiramente importante para cada um de nós e, por isso, há uma parte sábia em nós que trata de resistir.

#2 Reorganizar a viagem

Com base num exercício simples, vai conseguir reorganizar as suas tarefas diárias, em alinhamento com os seus objectivos de longo prazo e os seus valores pessoais, e libertar tempo precioso para fazer aquilo que, de facto, quer mesmo

#3 Transformar os “nãos” em “sims”

Porque ter um plano que implica resistir àquilo que não quer (o exemplo mais comum é o dos regimes alimentares) consome imensa energia e é muito menos motivador da acção do que encontrar algo que se queira em sua substituição.

#4 Detectar e resolver a ansiedade impeditiva da acção

É frequente que aquilo que vamos sucessivamente evitando se fique a dever à ansiedade: de podermos fracassar, de não estarmos à altura, de nos estarmos a aventurar em águas inexploradas,… Saber detectar quando isso acontece é uma oportunidade de resolução.

#5 Saber instalar novos hábitos

Quase tudo na vida passa por hábitos – os que se querem parar, os que se querem adicionar e os que se querem modificar. E os hábitos têm as suas regras, tanto de formação como de extinção. E quando um comportamento novo se consolida em hábito, já não há procrastinação que o atinja. Mas é preciso saber gerir o ciclo dos hábitos.

#6 Equilibrar a força de vontade

A força de vontade gasta-se ao longo do dia. Cansa-se, como um músculo, por assim dizer. Por isso, é fundamental saber geri-la, economizá-la, reforçá-la e repor as suas reservas.

#7 Gerir o sistema de dopamina

A dopamina é um neuroquímico com um papel importante nos circuitos de recompensa – é a mola mais molecular do que nos faz saltar da cama de manhã e percorrer um dia atarefado. Por isso, há que saber intervir neste circuito de recompensa com as estratégias eficazes.

Quem dinamiza?

Madalena Lobo
Madalena LoboEspecialista em Psicoterapia e Psicologia Clínica e da Saúde
Larga experiência em Psicologia Clínica e formação
CEO da Oficina de Psicologia

Não sabe se procrastina?

Procrastina?

Adiar sistematicamente o que tem de fazer impede-o de progredir na carreira e aumenta-lhe os níveis de stress

Costuma fazer adiamentos sucessivos ao que tem de fazer?

Procrastinação

A procrastinação tem as mais diversas causas e que devem sempre ser avaliadas por um clínico porque, por vezes, é um sintoma ansioso. Mas sabendo que adia tarefas de uma forma habitual e que isso o pode prejudicar é o primeiro passo para decidir o que fazer a propósito do assunto.

Faça o teste!

Traga 1 amigo também!

O seu investimento pode diminuir muito! Basta desafiar amigos, familiares, colegas de trabalho,… E, para todos, resultará muito mais económico, porque os descontos abaixo aplicam-se a todos do seu grupo!

+ 1 amigo

5
  • desconto

+ 2 amigos

10
  • desconto

3 ou + amigos

15
  • desconto
DGERT

Inscreva-se!

Nº de inscrições:
123 ou +

Nota: Pagamento de 55€ por transferência bancária para o IBAN PT50 0018 0003 29983202020 10, ou por PayPal para a conta contacto@oficinadepsicologia.com, com envio de comprovativo, Nº de contribuinte e morada de facturação para info@oficinadepsicologia.com, antes da hora do workshop. Apenas pode ser reservado um lugar após envio de comprovativo. No caso de estar a fazer uma inscrição para mais do que uma pessoa, aplica-se o desconto respectivo mencionado.

Ao usar este formulário, concorda com o armazenamento e o gerenciamento dos seus dados por este site.

Translate »